História de Matias Olímpio


Os Primeiros habitantes de Matias Olímpio, antigo arraial do Saco, foram, por volta de 1900, os descendentes de cearenses e mestiços.

No período de 1910 a 1924, surgiram os pioneiros do comércio e da indústria, destacando-se o comerciante Moisés de Lima Percy, que instalou uma fábrica de beneficiamento de arroz e algodão.


Em 1925, Moisés Percy, José Ferreira e Manoel Liarth adquiriram terras, onde se encontra a atual Cidade e doaram-nas para a formação do Patrimônio de São Miguel Arcanjo, seu Padroeiro.

No governo de Matias Olímpio de Melo, em 1925, o arraial do Saco elevou-se à categoria de povoado, com a denominação de Matias Olímpio, em homenagem ao Governador. Na oportunidade, houve a criação da Agência da Prefeitura, da Agência Estadual e da Subdelegacia de Polícia, subordinadas ao Município de Luzilândia.

Por Ato do Prefeito Municipal de Luzilândia, criou-se no povoado, em 1950, uma Subprefeitura, com poderes para empregar no local, o valor dos tributos arrecadados. E, no ano de 1953, Matias Olímpio passou à categoria de Município. 
Gentílico: matinense 

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Matias Olímpio, pela lei estadual nº 894, de 29 -10-1953, desmembrado de Luzilândia. Sede no atual distrito de Matias Olímpio ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-06-1954 .
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte: IBGE

0 Comentario "História de Matias Olímpio"

Postar um comentário