Exclusivo: Fogoió denuncia Antônio Cinda ao Tribunal de Contas


O prefeito eleito de Matias Olímpio, Edísio Alves Maia, conhecido como Fogoió, ingressou no Tribunal de Contas do Estado (TCE) com denúncia contra o atual prefeito Antônio Rodrigues Sobrinho, mais conhecido como Antônio Cinda. O conselheiro Kléber Eulálio será o relator do caso e a denúncia é do dia 20 de outubro. Segundo Fogoió, o atual prefeito lançou em abril deste ano, no Diário Oficial dos Municípios, o edital de concurso público para preenchimento de vagas para o cargo de professor e enfermeiro na prefeitura de Matias Olímpio. 

Ele afirma que no dia 5 de outubro, após a eleição, Antônio Cinda realizou a convocação dos aprovados no concurso público, sendo que o município não possui condições financeiras para realizar gastos e principalmente porque já está acima do limite previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Ocorre que, o concurso em questão, está eivado de vícios e o Sr. Prefeito não respeitou os impedimentos legais que se apresentam no presente caso, visto que, conforme já é do conhecimento desta Corte de Contas, o município de Matias Olímpio, encontra-se com índice de gastos com pessoal muito acima do permitido em lei, como mostra, por exemplo, o Relatório de Gestão fiscal/Despesa com Pessoal, referente ao 1º quadrimestre do ano de 2016, onde o município está com percentual de 58,20% e o Relatório de Gestão Fiscal/Despesa com Pessoal, referente ao ano de 2015, onde o município está com percentual de 60,76%, ou seja, muito acima do limite de 54% permitido pela LRF”, destacou. Fogoió ainda afirma na denúncia que o fato de Antônio Cinda não ter conseguido se reeleger, após perder a eleição, é o principal motivo para ele ter feito a convocação com o objetivo de inviabilizar a sua gestão, quando for assumir em janeiro de 2017.

“Tal manobra de convocação dos aprovados no referido concurso, eivado de irregularidades, é único e exclusivamente, uma forma de tentar inviabilizar a gestão do requerente, visto que o atual gestor não conseguiu a reeleição, e quem assumirá a responsabilidade pela prefeitura no mandato de 2017/2020 é o requerente. Como se vê, é de cristalina clareza que a intenção do atual gestor é criar embaraços para o início da nova administração na tentativa de aumentar o número de servidores efetivos, sem ter nenhuma necessidade, sendo o seu único objetivo é inviabilizar a nova gestão, razão pela qual deve esse órgão tomar as medidas necessárias no sentido de sustar a posse decorrente do edital n° 01/2016”, disse. 

Outro lado:

Procurado, o prefeito não foi localizado para comentar a denúncia.

Fonte: GP1

0 Comentario "Exclusivo: Fogoió denuncia Antônio Cinda ao Tribunal de Contas"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial